domingo, 21 de agosto de 2016

Por que a Suécia está fechando suas prisões?

Prezados Amigos e Conhecidos,

PORQUE LÁ ELES APLICARAM DESDE O SÉCULO XVIII O SOCIALISMO PACIFISTA DE AUGUSTO COMTE - NO CAMPO DA EDUCAÇÃO DOS SENTIMENTOS - SEGUE ALGO DOS MEUS ARQUIVOS - ESPERO QUE GOSTE NÃO CORRIGI O TEXTO. 




Por ingerência de um Grande Positivista Sueco, o Senhor Anton Kristen Nystrom o positivismo foi levado para a Suécia através da Inglaterra, e com certeza teve influencia extraordinária nos princípios básicos da EDUCAÇÃO dos SENTIMENTOS e da INSTRUÇÃO CIENTÍFICA da evolução do saber subordinar os Sentimentos egoístas aos Sentimentos Altruístas (Viver para Outrem e não Mentir) e fundamentalmente saber as Leis Naturais das Ciências e suas respectivas aplicações tecnológicas para o Bem estar Social e Moral de sua Sociedade.

O Saber educar os sentimentos é que resultou no que estamos presenciando hoje com espanto para alguns e por satisfação de ver concluído muitas das teses e proposições de Augusto Comte.

Reduzindo os bárbaros, com certeza diminuirão os presídios, os Juízes, os Advogados, os Psiquiatras e os Psicólogos.

Mas pelo visto os Suecos Contemporâneos esqueceram dos ensinamentos científicos do positivismo e até destruíram um marco histórico o Instituto Trabalhista de Estocolmo para acabar com a noção de "base" que lhes deram a grandeza de hoje, e receberem novidades Ocidentais (USA) maléficas a sua sociedade. 

Os que desejarem conhecer este assunto favor solicitar uma palestra.

Um grande abraço a todos,desejando-lhes complementarmente,
Saúde, com respeito e fraternidade,
Paulo Augusto Lacaz 
http://livrospositivistas.blogspot.com.br/2013/10/meus-blogs_31.html

==========================================================

http://readersupportednews.org/opinion2/287-124/20734-why-is-sweden-closing-its-prisons

Segue tradução mecânica sem correção.

Por que a Suécia está fechando suas prisões?
Por Erwin James, Guardian UK
02 13 de dezembro
População carcerária da Suécia caiu de forma tão dramática que o país planeja fechar quatro de suas prisões. Que lições podem o Reino Unido aprender?
As prisões da Suécia sempre tiveram uma reputação em todo o mundo como sendo liberal e progressista. Tanto é assim que, em 2005, até mesmo Saddam Hussein pediu para ser transferido para uma prisão sueca para aguardar seu julgamento - um pedido que foi rejeitado pelas autoridades suecas . Mansão são prisões do país uma opção suave?

O chefe da prisão da Suécia e serviço de reinserção social, Nils Oberg, anunciou em novembro que quatro prisões suecas estão a ser fechadas devido a um "fora do comum" declínio no número de presos .

Embora tenha havido nenhuma queda nos índices de criminalidade, entre 2011 e 2012houve uma queda de 6% na população prisional da Suécia, agora um pouco mais de 4.500. Uma redução semelhante está prevista para este ano e o próximo. Oberg admitiu estar intrigado com o mergulho inesperado, mas expressou otimismo deque o motivo foi a ver com como suas prisões são executados. "Nós certamente esperamos que os esforços que investem na reabilitação e prevenção de recaída de crime teve um impacto", disse ele.

"O serviço de prisão moderna na Suécia é muito diferente de quando eu entrei como um funcionário da prisão jovem em 1978", diz Kenneth Gustafsson, governador de Kumla prisão, cadeia mais segura da Suécia, situada 130 milhas a oeste de Estocolmo. No entanto, ele não acha que o sistema passou macio. "Quando entrei, o foco era muito sobre a humanidade nas prisões. Prisioneiros eram bem tratados, talvez bem demais, dirão alguns. Mas, depois de uma série de fugas de alto perfil em 2004 tivemos a reequilibrar e colocar mais ênfase na segurança. " Uma dessas fugas foi feita por um homem chamado Tony Olsen, servindo prisão perpétua para fotografar dois policiais mortos, de uma prisão de segurança máxima em conluio com um guarda da prisão. O então diretor-geral do serviço penitenciário foi forçado a demitir-se.

Apesar do endurecimento das atitudes em relação à segurança da prisão após os escândalos de fuga, os suecos ainda conseguiu manter uma abordagem amplamente humana para a condenação, mesmo dos mais graves infratores: penas de prisão raramente ultrapassam os 10 anos; aqueles que recebem prisão perpétua ainda pode aplicar ao tribunais depois de uma década para que a sentença comutada para um mandato fixo, geralmente na região de 18 a 25 anos. A Suécia foi o primeiro país da Europa a introduzir a identificação eletrônica dos criminosos condenados e continua a esforçar-se por minimizar penas de prisão de curta duração, sempre que possível por meio de medidas baseadas na comunidade - provou ser mais eficaz na redução da reincidência .

De acordo com o Ministério da Justiça do Reino Unido, a maior taxa de reincidência no prazo de um ano de lançamento entre os adultos é registrado por aqueles que servem a 12 meses ou menos. A taxa de reincidência geral na Suécia é de entre 30 e 40% em três anos – cerca de metade do que no Reino Unido. Um fator provável que manteve reincidência para baixo e a taxa de encarceramento na Suécia abaixo de 70 por 100.000 capitada população - menos de metade do valor para a Inglaterra e País de Gales – é que a idade de responsabilidade criminal é fixado em 15. No Reino Unido, crianças com idades entre 10-17 e jovens com menos de 21 anos de idade registro as maiores taxas de reincidência: quase três quartos e dois terços, respectivamente - uma boa parte dos quais vão povoar prisões de adultos. Ao contrário do Reino Unido, onde uma sentença de prisão perpétua pode ser transmitida para a 10-year-old, na Suécia não jovem com idade inferior a 21 pode ser condenado à prisão perpétua e todo esforço é feito para garantir que o menor número de jovens delinquentes possível final na prisão.

Uma forte razão para a queda no número de prisões pode ser o montante do apoio pós-prisão disponíveis na Suécia. Um serviço de reinserção social confiante - uma agência governamental é encarregada não só de supervisionar aqueles em liberdade condicional, mas também é garantido para fornecer programas de tratamento para criminosos com problemas de droga / álcool ou violência. O serviço é assistido por cerca de 4.500 supervisores leigos - os membros do público que se oferecem para fazer amizade e transgressores de apoio sob supervisão. Não há equivalente no Reino Unido.

Quando eu digo que Gustafsson Chris Grayling, secretário de Justiça da Grã-Bretanha, anunciou recentemente que os presos na Inglaterra e no País deGales estão a ser feitas a usar uniformes de prisão e ter acesso limitado à televisão , ele ri. "[Os políticos] manter seus dedos longe de nós. Estamos autorizados a continuar com o nosso trabalho sem nenhuma interferência".

Ele fala sobre os objetivos mais amplos e objetivos para o departamento de justiça sueca: "Este ano e no próximo ano a prioridade de nosso trabalho será com jovens delinquentes e homens com convicções de comportamento violento Por muitos anos temos vindo a executar programas para ajudar os viciados em drogas. Agora estamos também a desenvolver programas para lidar com comportamentos como agressão e violência. Estas são as coisas importantes para a nossa sociedade, quando essas pessoas são liberados. "

Falei com um exprisioneiro que agora dirige uma empresa social chamado X-ConsSuécia . Peter Soderlund servido quase três anos de uma pena de quatro anos de drogas e crimes de armas antes que ele foi lançado em 1998. Ele foi ajudado por uma organização recém-formada dirigida por ex-prisioneiros chamado Kris , (Criminosos Retornar Em Society). Durante alguns anos ele trabalhou para ajudar a construir Kris até 2008 quando, após disputas e conflitos organizacionais, ele deixou.

"A grande diferença entre Kris e nós é que estamos felizes em permitir que as pessoas que ainda estão a tomar medicamentos vício para se juntar a nós", diz ele. Ambas as organizações trabalham com o mesmo objetivo: ajudar prisioneiros reintegrar com sucesso na sociedade depois de terem sido libertados. E o que é a vida para o preso na Suécia? "Quando eu estava dentro eu tive sorte Em Osteraker prisão onde eu servi a minha frase do governador foi iluminado. Fomos tratados bem, mas eu sabia que nem todas as prisões suecas eram como que eu conheci tantas pessoas lá dentro que precisava de ajuda.... - depois de ter recebido a ajuda de Kris Eu sabia que queria ajudar os outros. Com X-Cons, nós encontrá-los no portão e apoiá-los em alojamento e oferecer uma rede de apoio. "

Será, porém, que o público sueco está perdendo seu apetite para a reabilitação genuíno para os presos?" Na Suécia, acreditamos muito no conceito de reabilitação, sem ser ingênuo, é claro", disse Gustafsson. "Há algumas pessoas que não querem ou não podem mudar. Mas, na minha experiência, a maioria dos presos pretende alterar e devemos fazer o que pudermos para ajudar a facilitar isso. Nem sempre é possível conseguir isso em uma sentença de prisão.

"Além disso, não é apenas a prisão que pode reabilitar -. Muitas vezes é um processo combinado que envolve liberdade condicional e maior sociabilidade pudermos dar educação e formação
, Mas quando sair da prisão essas pessoas precisam de moradia e emprego ".
Comentários 
Estamos preocupados sobre uma deriva recente para vitríolo na seção de comentários RSN Reader. Há uma linha tênue entre a moderação e a censura. Ninguém gosta de um fórum atmosfera áspera ou confronto. Ao mesmo tempo, todo mundo quer ser capaz de expressar-se livremente. Vamos começar, incentivando o bom senso. Se isso não funcionar, nós vamos ter a rampa até a moderação.
Diretrizes gerais: Evite ataques pessoais contra outros membros do fórum; Evite observações que são etnicamente depreciativa; Nãodefendo a violência, ou qualquer atividade ilegal.
Lembre-se que tornar o mundo melhor começa com uma ação responsável.
- A Equipe RSN


6# Activista 2013/12/02 19:10
Lista de países por taxa de encarceramento- Wikipédia, a livre ... 
en.wikipedia.org / wiki / List_of_countries_by_incarceration_rate 
Rank, Prisioneiros País por 100.000 .... População carcerária per capita. 
Suécia 67/100, 0 00 
Estados Unidos 716/100, 000 
doente EUA é NUMERO UNO ... prisão-industri al império do mundo ...



+2# Activista 2013/12/02 19:33
História da prisão PRIVATE Everett - 
www.heraldnet.com/article/20130922/NEWS01/709229935 
estava lá preso por 22 horas no dia 1 de outubro. Memória de uma criança / adolescente com hipotermia, clicando dentes em uma cela fria - tortura? Quando ONU visitará prisões norte-americanas?



0# Milarepa 2013/12/03 00:25
Eu tenho vivido na Suécia há mais de trinta anos. Há muita coisa que não está sendo dito nesta história, e eu não posso dizer que neste espaço limitado. Basta dizer que, na verdade, a situação é sombria. As pessoas estão gastando meses, às vezes anos, em solitário, antes de ir a julgamento. Muitos se suicidam ou confessar crimes que não fazer apenas para obter algum alívio. Os promotores têm poder basicamente ilimitado. É basicamente um sistema do século 18. Além disso, novas prisões estão sendo construídas. Tome este artigo como uma peça PR. Leve-o com um grão de sal ENORME.
Actualizar lista de comentários
RSS feed para comentários a este post


O suicídio é por outra razão. A vida se torna monótona, pois já nascem ricos, tendo muito apoio do Estado, e não lutam para a sobrevivência. Perdem a razão de vida. O meio ambiente é propício para a solidão. O que o Miralepa escreveu há necessidade de se averiguar. Mas nada tem com o educar pelas bases positivistas, que tem reduzido substancialmente o numero de bárbaros. P. A. Lacaz

==============================================================================================

http://sv.wikipedia.org/wiki/Anton_Nystr%C3%B6m#Vidare_l.C3.A4sning

sexta-feira, 22 de julho de 2016

“JURISTAS PELA DEMOCRACIA”:

Conheça quem integra o movimento -  “Juristas pela Democracia”: 

Cláudio Pereira de Souza Neto, Doutor em direito pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Professor na Universidade Federal Fluminense e da Universidade Gama Filho e advogado no Rio de Janeiro;

Ademar Borges de Sousa Filho, Procurador do Município de Belo Horizonte e advogado. Doutorando em Direito Público pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ);

Dalmo de Abreu Dallari, Doutor em direito, Professor Emérito da Faculdade de Direito da USP;

Sueli Gandolfi Dallari, Advogada, doutorado e Livre-Docência em Saúde Pública pela Universidade de São Paulo e pós-doutorado em direito médico pela Université de Paris XII (França), professora titular da Universidade de São Paulo; 

Pedro Bohomoletz de Abreu Dallari, Professor Titular na Universidade de São Paulo (USP), Diretor do Instituto de Relações Internacionais da USP, Doutor e Livre-Docente em Direito Internacional na FD-USP;

André Ramos Tavares, Professor Titular da Faculdade de Direito da USP, Professor Permanente dos Programas de Doutorado e Mestrado em Direito da PUC/SP; Diretor da Escola de Direito da Universidade Anhembi-Morumbi Laureate International Universities;

Gilberto Bercovici, Professor na Universidade de São Paulo, Professor da Universidade Presbiteriana Mackenzie, Doutor pela Universidade de São Paulo;

Pedro Estevam Alves Pinto Serrano, Advogado, professor da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo Mestre e Doutor pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Pós-Doutorado pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa;

Heleno Taveira Torres, Diretor Vice-Presidente da Associação Brasileira de Direito Financeiro, Professor de Direito na Universidade de São Paulo (USP), Doutor em Direito do Estado (PUC-SP);

Marcelo Neves, Professor Titular de Direito Público da Universidade de Brasília, Livre-Docente pela Universidade de Fribourg (Suíça), Doutor em Direito pela Universidade de Bremen (Alemanha) e Mestre pela Faculdade de Direito do Recife da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE);

Juarez Estevam Xavier Tavares, Sub-procurador-geral da Repúblcia Aposentado, Pós-Doutor pela Universidade de Frankfurt am Main e Doutor em Direito pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, Professor Titular da Universidade do Estado do Rio de Janeiro;

Geraldo Prado, Professor de Direito na Universidade Federal do Rio de Janeiro e Pesquisador em no Instituto de Direito Penal e Ciências Criminais da Faculdade de Direito da Universidade de Liboa;

Fernanda Lara Tórtima, Advogada, mestre em Direito Penal em Universitat Frankfurt am Main - Johann Wolfgang Goethe, professora na Universidade Cândido Mendes;

Rosa Maria Cardoso da Cunha, Advogada, doutora em ciência política pelo Iuperj, professora.

Francisco Queiroz Cavalcanti, Doutor em Direito pela Universidade de Lisboa, professor titular da Universidade Federal de Pernambuco e Juiz Aposentado do TRF - 5ª Região;

Walber de Moura Agra, doutor em Direito pela Universidade Federal de Pernambuco/Università degli Studio di Firenze, Diretor do Instituto Brasileiro de Estudos Constitucionais, professor da Universidade Federal de Pernambuco;

Luciana Grassano de Gouveia Mélo, Doutora em Direito, professora e ex-diretora da Faculdade de Direito da Universidade Federal de Pernambuco;

Gustavo Ferreira Santos, Professor na Universidade Federal de Pernambuco e na UNICAP, Doutor em Direito Constitucional;

Marcelo Labanca Corrêa de Araújo, Doutor em Direito, professor na UNICAP e coordenador do programa de mestrado da Unicap;

João Paulo Fernandes de Souza Allain Teixeira, Doutor em direito, professor na Universidade Federal de Pernambuco e na Unicap;

Flávio Crocce Caetano, Advogado e professor da PUC-São Paulo;

Wadih Nemer Damous Filho, Advogado, Deputado Federal pelo Estado do Rio de Janeiro, ex-presidente da Ordem dos Advogados do Rio de Janeiro;

Luiz Carlos Sigmaringa Seixas, Advogado, ex-deputado Federal pelo Distrito Federal, ex-conselheiro federal da Ordem dos Advogados do Brasil;

Renato Ferreira Moura Franco, Advogado, especialista em direito penal;

Marthius Sávio Cavalcante Lobato, Advogado, professor, Doutor e Mestre em Direito, Estado e Constituição pela Universidade de Brasília, Membro Consultor da Comissão Especial da Reforma Política do Conselho Federal da OAB;

Luíz Moreira Gomes Júnior, Doutor em Direito, Conselheiro Nacional do Ministério Público, Diretor acadêmico e professor de Direito Constitucional da Faculdade de Direito de Contagem.

Magnus Henry da Silva Marques, Advogado, mestrando em Direito pela Universidade de Brasília, Pesquisador no Instituto de Pesquisa em Direito e Movimentos Sociais.

Misabel Abreu Machado Derzi, Advogada tributarista, ex-procuradora-geral do Estado de Minas Gerais e do município de Belo Horizonte; e professora titular da UFMG e Faculdades Milton Campos;

José Geraldo de Sousa Júnior, Doutor em Direito pela Universidade de Brasília, professor de Direito, ex-diretor da Faculdade de Direito e ex-reitor da Universidade de Brasília;

Carlos Valder do Nascimento, Professor na Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, e da Escola de Magistratura do Trabalho – EMATRA, Doutor pela Universidade Federal de Pernambuco;

Menelick de Carvalho Neto, Professor na Universidade de Brasília, doutor em Direito pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), coordenador do curso do Programa de Pós-graduação em Direitos Humanos na Universidade de Brasília;

Walfrido Jorge Warde, Advogado mestre em direito pela New york University e doutor em direito pela USP;

Juliano Zaiden Benvindo, Professor da UnB, coordenador da pós-graduação; 

Cristiano Paixão, Professor da UnB.

BRASIL ACIMA DE TUDO

                                                                                                                                      22/07/2016
ALERTA AOS
 AMORAIS EMPRESÁRIOS NACIONAIS E DE TRANSNACIONAIS,
 E AOS
 ENGANADOS PROLETÁRIOS E LETRADOS COMUNISTAS



            É lamentável esta Revolução Cultural Gramscista conduzida pelas esquerdas que chegam ao Poder, que nos vem tornando reféns, destruindo e aniquilando não apenas com o segmento militar, mas com todos os instrumentos que sustentam esta degradada e frágil Democracia, como: o Judiciário, o Legislativo, o Executivo, as Religiões, as Famílias, e as Classes Empresariais e Proletárias do nosso ainda SEMI-pacífico Brasil.

            Esta destruição em curso vem ocorrendo de forma distinta e inserida no contexto da ESTRATÉGIA DA DECOMPOSIÇÃO DIFUSA, onde a maior parte da sociedade não tem capacidade, inclusive os ditos "intelectuais" brasileiros, de entender a supracitada ESTRATÉGIA dentro do contexto revolucionário em curso, que se encontra já na quinta fase de avanço de um total de sete fases.

            Não obstante, é bem verdade que é o segmento militar que a malta esquerdista mais teme e fica em permanente estado de alerta, já que é a única instituição que ela bem sabe historicamente que pode impedi-la de tomar efetivamente o poder político-institucional. (a esquerda está no governo, mas ainda não está plenamente no poder para impor um regime socialista, que é seu objetivo). Quem vos escreve é um Social Democrata, Capitalista Policiado e partidário de uma Imprensa Livre.

             A recente História do Brasil mostra que o Exército foi quem realmente capitaneou o movimento que impediu os comunistas de tomarem e conquistarem o poder pela luta armada para implantar um regime totalitário (1935 e 1964).

             Desta forma, nas últimas décadas mudaram seu modus operandi para atingir ao poder, abandonaram a luta armada (Doutrina marxista-leninista) e passaram adotar a via pacífica (eleitoral), por intermédio do emprego da doutrina de Antônio Gramsci (Fundador do Partido Comunista italiano), já que os insucessos de 1935 e 1964 demonstraram que errar uma vez é humano, mas errar duas vezes é falta de inteligência. Então para não errar três vezes adotaram uma nova "roupagem" de atuação para a implantação do socialismo no País, incluindo aí o FÓRUM DE SÃO PAULO, onde se constitui o Pentágono da esquerda latino-americana.

            A camarilha esquerdista sabe perfeitamente que as outras instituições, com raras e honrosas exceções, são fáceis de serem manipuladas e compradas em suas consciências - mentes e “bolsos”. Para isso, basta apenas ser dado um cargo público ou uma “esmola” qualquer mensalmente e quando se trata de empresários basta lhe dar uma licitação fraudulenta e tudo bem, já que de um modo geral boa parte das instituições nacionais não buscam valorizar os princípios ético-moral-histórico-patrióticos, o que a torna presa muito fácil da doutrinação e manipulação ideológica.

            Diferente das instituições militares que valorizam diuturnamente  os princípios ético-moral-histórico-patrióticos, mantendo-se assim amalgamados com seu passado e com sua história, buscando sempre seguir os exemplos dos grandes heróis nacionais, o que certamente mantém vivo os ricos legados para as próximas gerações. Tornando-se assim um anti-vírus contra a manipulação ideológica esquerdista.

Tal fato se constitui em uma grande e inexpugnável fortaleza institucional, que incomoda os esquerdistas em face de verem que o Exército de hoje é o mesmo de ontem e que será o mesmo de amanhã, já que os tradicionais valores, princípios e virtudes militares são imutáveis. Tomemos cuidado com os professores civis que estão desejosos de participar do corpo docente da AMAN. Pois já penetraram na ECEME e no IME; não possuem noção de DEVERES e nem de Altruísmo.

            O Exército é uma Instituição secular com mais de 368 anos - 19 de abril de 1648 de existência e já passou pelo período Colonial, Monárquico e agora Republicano Democrático e poderá honrosamente ser conduzido para o Regime Republicano Societocrático; e tem uma carga histórica e de tradição muito grande e forte e não será com o poder da caneta de qualquer governante de passagem efêmera que fará esta Instituição mudar seus valores e crenças seculares, que foram forjados na têmpera do aço da História da formação da nacionalidade brasileira, plasmados nos verdadeiros e legítimos anseios e tradicionais aspirações, para o bem da Oligarquia e muitas das vezes sem solução para atingir uma simpatia pelo  povo brasileiro, devido ao regime democrático vigente.

            Desta forma, não é sem base que a malta apátrida nutra um revanchismo doentio e psicótico sobre os militares, buscando a todo o momento desqualificá-los, humilhá-los, ultrajá-los e achincalhá-los, trazendo á baila permanentemente fatos históricos com as velhas e "desbotadas" versões falaciosas e repletas de ficções, em especial sobre o período de 1964 a 1985.

Esta reiterada aplicação da estratégia da PROPAGANDA SISTEMÁTICA DA DESQUALIFICAÇÃO DOS FATOS HISTÓRICOS tem como escopo justificar os assaltos ao erário (indenizações aos "angelicais" perseguidos políticos) e a ampliação da criação de inúmeros cargos públicos para acomodar os "cumpanheiros" ideológicos que ao tomarem conhecimento das mudanças conjunturais e estruturais da Societocracia Republicana afins e até mesmo oportunistas de plantão (que talvez seja a maioria dos asseclas).

Além disso, tal fato busca-se também intimidar as FFAA no sentido de que elas fiquem o tempo todo de cabeça baixa e  não tentem reagir ás mentiras, humilhações e nem mesmo podem se indignarem diante das inverdades contra elas; já que ao serem re-esquentados estes assuntos, enterrados no lixo da História; a malta inseri no imaginário da sociedade que o Exército não passa de torturador e golpista de plantão, que a qualquer momento poderá implantar uma ditadura. Poderá em época adequada a montar com os civis uma Pronunciadura, no Regime Societocrático Republicano.
  
Este fantasma que acompanha os esquerdistas certamente é porque além de terem culpa no cartório da História, certamente eles não pensam boa coisa para o destino do País, já que como diz o velho ditado popular "quem não deve, não teme". Por que este medo tão grande e avassalador de uma instituição secular que vem tendo nos últimos anos um índice de credibilidade superior a 80% de confiança da sociedade? Por que temer uma instituição que tem sua História confundida com a História do Brasil? Por que temer uma instituição que tem um passado de glórias e tradições seculares que foi a responsável pelo vasto território nacional? Por que temer uma instituição que o povo aclama nos momentos de calamidade e sofrimento e que prontamente atendeu, atende e sempre atenderá o chamamento? Por que temer uma instituição que está presente em todo território nacional e nos mais longínquos lugares do País, constituindo-se muitas vezes no único braço da presença do Estado brasileiro que leva um pouco de brasilidade aos nossos irmãos índios?

Não obstante, as esquerdas sabem que as operações psicológicas da estratégia da PROPAGANDA SISTEMÁTICA DA DESQUALIFICAÇÃO DOS FATOS HISTÓRICOS  de trazer á baila de três em três meses no cenário nacional assuntos ligados á tortura e perseguição, os atuais do poder conseguem matar três coelhos com uma só cajadada, pois primeiro  justifica os mais de 4 bilhões de reais assaltados do erário para pagar as indenizações dos apátridas, segundo justifica o "cabidão" de emprego para alocar os "anjinhos" e "idealistas" de uma minoria PTistas na Secretaria de Direitos Humanos e outros órgãos do aparato do Estado para ficarem maquinando a forma midiática de chamar a atenção da apedeuta sociedade para intimidar as FFAA e  com isso não deixa cair no esquecimento do povo  os "macabros torturadores da famigerada e demoníaca ditadura militar", pois uma ou duas correntes, das 8 existentes no PT sabem que uma mentira contada várias vezes se torna uma verdade paradigmática e está técnica eles a empregam muito bem e com grande mestria. Mas devemos ficar alerta, pois os empresários brasileiros (Oligarquia Brasileira)principalmente os da FIESP devem por sonegação e corrupção uns 500 bilhões de reais ao erário público, por ano. 

Terceiro mantêm os integrantes das FFAA intimidados diante destas bem articuladas mentiras, que certamente passam a influir na mente dos jovens militares, os quais por terem inexpressivos conhecimentos sobre a verdade histórica e sobre o que realmente foi um  MOVIMENTO CONTRA REVOLUCIONÁRIO de 1964, passam a ter vergonha da atuação recente das FFAA na defesa desta infeliz Democracia, que Aristóteles já dizia em A Política, a 384 aC, “que é o pior dos Regimes Políticos, pois dá condições ao  Pobre  e ao Ignorante subirem ao Poder. O Pobre para ficar rico rouba; e o Ignorante troca os Chefes ( Ministros) “ e nada de substancial acrescenta para melhoria de sua sociedade. Não é Estadista. Por outro lado confirmando uma resumida analise sobre este regime metafísico, Augusto Comte disse: “o termo Democracia, deve ser eliminado, como vago, impróprio e subversivo”.  E para o comunismo, o mesmo filósofo disse: O Comunismo é o último estado verdadeiramente honroso e perigoso do conjunto dos instintos revolucionários – Política Positiva , Volume IV, pagina 475. – Não sou a favor dos erros de tortura executados por um número diminuto dos militares, que fizeram curso na América Central, junto CIA para conhecimento destas abomináveis técnicas.




          Cabe uma indagação neste momento: Como a Democracia se dá relativamente bem nos US?

Os artifícios metafísicos para fazer funcionar a Democracia nos US, primeiramente é devido ao Judiciário Americano ter uma formação Moral Positiva de relativa estirpe; o que não acontece em nossa Nação. Lá as leis são cumpridas, aqui nós temos juízes que são venais. Lá ainda existem erros profundos de cunho Moral, principalmente nas atividades produtivas – Bancos e Financiamentos- Wall Street. Excesso de gastos públicos e etc. Por ações amorais de alguns apátridas Americanos a economia Americana entrou em colapso quase implodindo (2008). Estão tentando se recuperar até hoje. Muitos acham que vai ser impossível a recuperação de forma pacífica. Estão tentando executar pelas vias diplomáticas. – Últimas reuniões com a China é um exemplo. Estão com uma dívida pública muito elevada para criar mais um conflito mundial.



O Brasil foi Governado recentemente por uma República – Socialista - Mercantilista na Organização do Estado, com o nome fantasia de Mercantilista Democrático, fingindo nos textos escritos que é uma Democracia Capitalista.
  
 O regime Socialista-Comunista opta pelo Capitalismo de Estado; enquanto a Democracia opta pelo Capitalismo Individual.


A presença do Estado é Importante como fiscalizador, e como  participação majoritária em algumas unidades de matérias Primas Estratégicas, Commodities, como Petróleo, mas tem que possuir seus limites em suas ações. O excesso de Nacionalismo gera a Guerra entre Nações.
  
Quem é o mais MORAL POSITIVAMENTE?

O Capitalismo de Estado (Socialista Comunista) ou o Capitalismo Individual (Capitalismo Democrático)?


Ao longo da história tem havido duas formas básicas de organização social.

O Regime  Coletivista ( Socialismo, o Fascismo, o Nazismo e o Comunismo)
Vamos no deter no
                                 Regime Comunista com o Capitalismo de Estado e no

                                  Regime Democrático com o Capitalismo Individual,  
Moralizando as ações bancárias

O  extraordinário nível de prosperidade material obtido pelo sistema capitalista individualista ao longo dos últimos duzentos anos é uma questão de registro histórico, no que tange a melhor distribuição de renda, com base no mérito (competência, capacidade, egoísmo/altruísmo) e na capacidade de competição de cada indivíduo. No entanto é bom lembrar que o número de mortos gerados pelos dois tipos de regime político Comunista e Democrático, fez mais de 01 bilhão de vítimas de cada lado; para manter seus sistemas operacionais em funcionamento, nos últimos 600 anos.


        Mas poucas pessoas estão dispostas a defender o capitalismo individual como moralmente edificante      

        É moda entre os professores universitários, jornalistas, políticos nestes dias, em zombar do sistema de livre empresa com responsabilidade. Diz-nos que o capitalismo individual é a base, insensível, exploradora, desumana, alienante e finalmente escravagista.    

      A mentalidade  da maioria dos intelectuais "é mais ou menos assim: Na teoria o  Comunismo Capitalista de Estado é o sistema social moralmente superior, apesar de seu péssimo desempenho material, falha no mundo real. A Democracia Capitalista Individualista,  pelo contrário é um sistema moralmente falido, apesar da extraordinária prosperidade que ele criou para os indivíduos. Em outras palavras, o capitalismo democrático na melhor das hipóteses, só pode ser defendido por razões pragmáticas.


       Sob o Comunismo uma classe dominante de intelectuais, burocratas e planejadores sociais cabem decidir o que as pessoas querem ou o que é bom para a sociedade e, em seguida, usar o poder coercitivo do Estado para regulamentar, fiscalizar e redistribuir a riqueza de quem vive para trabalhar e não para aqueles que trabalham com prazer para viver.


Em outras palavras, o comunismo é uma forma de roubo legalizado?

A moral do comunismo pode ser resumida em duas palavras: inveja e auto-sacrifício. Inveja é o desejo de possuir não só o que é de outrem, mas também o desejo de ver um outro abaixo de seu nível de riqueza. A disputa pelo poder está acima do interesse real de fazer o bem dos outros.

                 Mas os Capitalistas Democratas não podem esquecer de que devem se dedicar em analisar de quando em quando, que o Bem comum tem que ser verificado antes do bem privado. Pois queiram ou não vivemos em uma sociedade, onde um depende do outro.

        O Comunismo é o sistema social que institucionaliza a inveja e o auto-sacrifício: é o sistema social que usa a coerção e a violência organizada do Estado a expropriar a riqueza da classe produtora para sua redistribuição para a classe parasitária.

      Apesar do ódio dos intelectuais psicóticos do capitalismo, é a única moral e justo sistema social, mas que necessita de um sistema de controle ferrenho acompanhado por uma vigilância e penalidade muito forte, para evitar by-pass das legislações implementadas para  seu bom funcionamento do bem social.  Como fazer o bem do outro que compra seu produto? Para que o cliente seja seu amigo e sempre o considere analisar a forma de como ele pode enxergar as vantagens que você oferece, para que ele ganhe algo nesta transação moral e social.
       
O capitalismo individualista é o único sistema moral, porque requer seres humanos a lidar uns com os outros como comerciantes - ou seja, como agentes morais livres de negociação e venda de bens, serviços e idéias com base no consentimento mútuo. 

O capitalismo individualista é o único sistema que determina o valor da troca de uma coisa de forma livre, com o juízo, de voluntariado universal do consumidor. Coerção e fraude são amaldiçoadas para o sistema de livre mercado

É moral só porque o grau em que o homem sobe ou cai financeiramente na sociedade é determinado pelo grau a que ele usa  sua inteligência. O capitalismo individual é o único sistema social que premia a habilidade, o mérito ( capacidade, competência e o altruísmo)  e a realização independentemente de seu local de nascimento ou posição na classe social. É uma constante luta, sempre há vencedores e perdedores no capitalismo individualista. Os vencedores são aqueles que são honesto, trabalhadores, atenciosos, prudentes, sóbrios, responsáveis, disciplinados e eficientes. Os perdedores são aqueles que são preguiçosos, relaxados, imprudentes, extravagantes, negligentes, impraticáveis e ineficientes. Teremos que procurar meios para penalizar veementemente os desonestos, os falsários, os mentirosos, os altamente egoístas e etc.


O capitalismo individual é o único sistema social que premia a virtude e castiga o vício. Isso se aplica tanto a empresas e executivos, como ao lixeiro, ao advogado e ao trabalhador de fábrica.

Mas como funciona a mente empreendedora? Alguma vez você já se perguntou sobre os processos mentais dos homens e mulheres que inventaram a penicilina, o motor de combustão interna, o avião, o rádio, a luz elétrica, alimentos enlatados, ar condicionado, máquinas de lavar roupa, louça, computadores, idéias de novos regimes políticos e etc.?
Quais são as características do empreendedor? O empreendedor é aquele homem ou mulher com iniciativa, visão, energia, criatividade, ousadia, otimismo e vontade. O empreendedor é o homem que vê em cada campo de um jardim em potencial, todas as sementes de uma maçã. Riqueza começa com idéias na cabeça das pessoas. 

       O empreendedor moralista é, portanto, acima de tudo um homem de Inteligência Científica. O empreendedor é o homem que está constantemente a pensar em novas maneiras de melhorar a vida material e espiritual (moral) do maior número de pessoas, sabendo que com esta atitude receberá recompensa material e social desta sua forma de ser.


E quais são as condições sociais e políticas que promovem ou inibem o espírito empreendedor? O sistema de livre empresa não é possível sem a santidade da propriedade privada, a liberdade de contrato, o livre comércio e do Estado de Direito. Sem esquecermos do ESTADO de DEVER - Individual, Doméstico, Cívico, Ocidental, Oriental e Planetário a SEREM CUMPRIDOS, que devem subordinar o Estado de Direito, para que ocorra um Progresso não anárquico e nem uma Ordem não retrógrada..
Mas a única coisa que o empresário e o trabalhador necessitam é ter acima de tudo suas liberdades com responsabilidade social - a liberdade de experimentar, de inventar e produzir, de manifestar suas opiniões; respeitando a dos outros. A única coisa que o empresário teme é a intervenção do governo, pela tributação e regulamentação de impostos, pelos meios aos quais os planejadores sociais possam punir e limitar o homem ou a mulher de suas idéias; ou melhor, de suas Liberdades Políticas.

Limitações de ganho para evitar criar milionários e miseráveis. Temos que possuir ricos e pobres dignos. Imposto de Renda para frear as ganâncias. Analisar as legislações dos paises nórdicos para melhor sabermos distribuir as rendas.

Há necessidade de criarmos legislações severas contra os executivos de Transnacionais e Nacionais que utilizam de meio de corrupção ativa ou passiva para subornar Funcionários Públicos de qualquer nível. Para cumprirem penas em presídios em suas pátrias, ao serem repatriados para cumprir suas penas por longos períodos, cuja liberdade caberá a um acordo internacional para não fugirem ao cumprimento da sentença. Perdas dos bens nos seus países de origem.

                Vamos tentar moralizar um pouco o Capitalismo, introduzindo um novo Regime Político neste Brasil – A Societocracia Republicana, com uma nova Constituição.

            "Não adianta trocar os porcos( a maioria dos políticos) se o chiqueiro ( regime político) permanecer o mesmo".

Com isso, a camarilha vem trabalhando para formar uma distorcida e subvertida mentalidade nos jovens estudantes civis e oficiais a fim de que com isso as FFAA passem em um futuro próximo a também se constituir como mais um dos instrumentos de doutrinação socialista - comunista, conforme acontece nas universidades, no Legislativo, no Judiciário, na Imprensa e no Executivo, entre outros.

Mas temos que ter uma saída!

            Acredito que se deva ter a união das forças ainda vivas existentes na pequena parcela da sociedade  responsável, séria e cônscia, que por sinal está em extinção, para impedir a destruição completa de nossa Estrutura Moral Positiva afetando negativamente o futuro dos nossos filhos e netos, pois deve-se tomar como exemplo o Movimento Cívico-Militar de 1964, onde o CARÁCTER dos Militares que foram da FEB voluntariamente se uniu diante da ameaça inimiga  e salvou a liberdade, a soberania e a paz social para nossa geração, que infelizmente parece que nada aprendeu com seus pais e avós, já que se encontra anestesiada, abjeta e amorfa, esperando que venha uma Providência Divina e faça um milagre por intermédio do Povo.

      Mas para não acontecer o que ocorreu em 1964, temos que temos que apresentar novas soluções nem de esquerda e nem de direita. Solução de Centro

            Esta atitude de aguardar a manifestação das massas é uma atitude de técnicas comunistas.

Nós os intelectuais com conhecimento das Leis Filosóficas Naturais das Ciências Sociologia e Moral Positiva, deveríamos nos antecipar em nos posicionar para evitarmos grandes derramamentos de sangue, aos conflitos civis que se avizinham.

            Primeiro a maioria não tem razão, acerta por acaso.

            Não precisamos esperar a conturbação da Ordem, para criarmos Uma União, Uma Unidade para que possa ocorrer uma Continuidade em três gerações de uma nova sugestão para surgir a Civilização Brasileira. 


             
            Não sou “ultradiretista”, mas o conteúdo desta matéria do link a seguir traz muita verdade dos fatos distorcidos pela esquerda .

                   http://ultradireita.wordpress.com/

         Sem mais para o momento, desejo a todos os patriotas brasileiros,

          Saúde, com respeito e fraternidade,

          Paulo Augusto LACAZ