sábado, 14 de março de 2020

II - PEOPLE WANT JOBS AND BRAZIL WANTS TO GROW

To

image.png

World Economic Forum


Dear Mr. Adrian Monck

Good Morning!

 Please firstly, analyze this job performed by the workers´party - PT - in Brazil.  

PEOPLE WANT JOBS AND BRAZIL WANTS TO GROW
And then, the suggestion of a New Political Regime, with the objective of combating corruption, supported by a policied capitalist system.

To achieve success with continuity and progressive development, we need to change the Political Regime. Since the MILITARY FORCES are not up to the task of defending our wealth. Let's go with Mr. Lula to request the "License to International Conservatives" - by Example the  Rothschild Group , and support from Russia with - Putin - from China with Xi Jinping and from the USA - with  Sanders, Supported by a New Political Regime - the Republican Societocratic. – NO SOCIALIST, NO COMMUNIST .

In the case of Public Health, both in Brazil and in the USA, especially now,  with the coronavirus already sweeping America, it is important to remember that Americans would be less afraid if Bernie Sanders' policies were laws.

Bernie Sanders' ideas are bigger  than his campaign - he is fighting for all Americans, because they are as strong as the less fortunate in their communities.

Now, more than ever, for the example of the world, we progressives must move forward with our demands, that every American and every Brazilian has guaranteed health care, child care, an Feelings Education, where selfishness will be subordinated to Human Altruism , and a Scientific Instruction  and a well-paid job (US $ 15 / hour in the USA and Brazil would be US $ 7.69 / hour) and food security.

In the USA with the Democratic Regime, with its Financial Reforms and in Brazil with the Republican Societocratic Regime - Policed ​​Capitalist, to achieve this Harmony of the Moral and Social Welfare of our Nations.

And after clicking on the picture of the Congress, and carefully analyze my presentation and return by clicking "about - sobre" - to get in touch with a detailed description of the New Regime, referring to item DV15.

Thank you!  I wish you,

Health, with respect and fraternity,

Paulo Augusto Lacaz
President – CEO
SCCBESME  HUMANIDADE

sábado, 15 de fevereiro de 2020

Presidente Trump preocupado com 50 Milhões de Americanos Desajustados Mentalmente

Americans have failed people with mental illness. Trump’s new budget will change that.


de: The White House <info@mail.whitehouse.gov> responder a: The White House <info@mail.whitehouse.gov> para: sccbesme.humanidade@gmail.com data: 10 de fev. de 2020 14:24 assunto: Americans Have Failed People With Mental Illness. Trump’s New Budget Will Change That. lista de e-mails: 4da4828d48b4efa4fc1138955mc list <4da4828d48b4efa4fc1138955.79125.list-id.mcsv.net>

“President Trump is exceptionally focused on fighting for Americans who can’t fight for themselves and confronting problems other administrations, Democratic and Republican, have ignored. This is particularly true for Americans who suffer from addiction and serious mental disorders,


” White House Domestic Policy Council Director Joe Grogan writes.


Nearly 50 million Americans experienced some form of mental illness in 2018.
The President’s new budget, out today, proposes the boldest reforms in decades to help them.

YOU ARE ONLY LOOKING FOR AMENIZE THE EFFECTS OF DISORDERS WITH MEDICINES. WE HAVE TO ELIMINATE THE CAUSES OF PATHOLOGIES, TO REDUCE INDIVIDUAL AND SOCIAL DISORDERS, CAUSED BY MENTAL DISARMONIES. ANALYZE THIS MY PAPER ON THIS SUBJECT. HARMONY AND MENTAL DISORDERS 

This article belongs to the content of the Positivist Doctrine Moses 27 of 212 January 27, 2001 Lecture Harmony and Mental Disorders. An outline regarding the Positive Theory of Health and Pathological States of "Soul or Psyche or Mind", resident in the Brain, named: Reason, Madness, Alienation and Idiotism. According to Augusto Comte Written by R. Teixeira Mendes e Adapted and Updated Scientifically, for Lecture, by P. A. Lacaz, http://www.doutrinadahumanidade.com/artigos/a_harmonia_mental.htm  and

A country perplexed for itself 

I sincerely wish you good luck, with

Health, respect, and fraternity
Paulo Augusto Lacaz 
Positivist

segunda-feira, 13 de janeiro de 2020

TÓPICOS PRINCIPAIS DO SITE - NATURA


COLETA DE DADOS

NATURA

SUSTENTABILIDADE

CAUSAS E COMPROMISSOS
Somos uma empresa com causas. Queremos transformar a sociedade e o planeta. Entenda os compromissos que nos movem.
 

O FUTURO É AGORA. OU A GENTE MUDA, OU O CLIMA VAI MUDAR

JOVENS SE UNEM CONTRA O AQUECIMENTO GLOBAL EM UMA GREVE PELO CLIMA

Publicado em 19 Set 2019, 18:09
Compartilhe 
Compartilhe o post em suas redes
Selecione a rede social desejada
Nesta sexta-feira, 20 de setembro, cidadãos do mundo inteiro vão se unir em uma Greve pelo Clima. A mobilização é liderada pelos jovens do Fridays for Future para chamar a atenção para a emergência climática, e acontece três dias antes da Cúpula do Clima da Organização das Nações Unidas (ONU). A ideia é engajar todo o mundo para evitar a aceleração das mudanças climáticas, secas, enchentes, extinção de animais e plantas.
Leia também:
Nosso posicionamento sobre mobilizações pelo clima
Precisamos falar sobre a Amazônia
Produtos Natura são carbono neutro; entenda o que isso significa
No Brasil, já são mais de 30 cidades confirmadas para as manifestações dos dias 20 a 27, dentre elas São Paulo, Rio de Janeiro, Belém, Vitória, Manaus e Salvador (veja a lista consolidada aqui). Nas grandes cidades, há intensa participação de ONGs e outras organizações sociais, como o Engajamundo, organização de liderança jovem que acredita que as juventudes são peça fundamental da solução para os desafios sociais e ambientais.

Um mundo mais quente

Como cientistas nos alertam há décadas, a ação humana é a principal responsável por acelerar o aquecimento global – decorrente da excessiva emissão de gases do efeito estufa (GEE), que ficam retidos na atmosfera.
O ano de 2018 registrou temperaturas altas recordes – e por um tempo mais prolongado – em diversas partes do mundo, segundo relatório da Verisk Maplecroft, consultoria de estratégia de risco. Previsões indicam que o período de 2014 a 2023 será o mais quente desde que as temperaturas passaram a ser medidas, de acordo com o Met Office, serviço metereológico do Reino Unido.
Os efeitos desse aquecimento já têm sido percebidos, e tendem a se intensificar se a temperatura continuar aumentando e ultrapassar 1,5º graus. O nível do mar pode subir, a temperatura e a acidez dos oceanos podem crescer e a nossa capacidade de cultivar alimentos como arroz, milho e trigo estaria em risco.

Nosso compromisso com o clima

Como um grupo profundamente comprometido com a sustentabilidade, Natura &Co tem a responsabilidade de apoiar esse movimento.  Por isso, Natura, Aesop e The Body Shop se uniram à mobilização global pelo clima. A partir de hoje e, durante a próxima semana, a Natura e as demais empresas do grupo buscarão aumentar o conhecimento sobre a crise climática entre consumidores, colaboradores, consultoras, parceiros e fornecedores. Vamos falar sobre o tema em nossa plataforma digital, nas nossas lojas, e também na Climate Week, em Nova Iorque, com participação de executivos do grupo. 
A Natura assumiu o compromisso de combater a mudança do clima há mais de uma década, em 2007, quando se tornou 100% carbono neutro, o que significa que todas as emissões que a companhia não consegue reduzir são compensadas. Além disso, a empresa defende há mais de 20 anos a Amazônia Viva, que desempenha importante função de reguladora do clima, preservando a umidade do ar. 

Manifestações no Brasil

Você também pode participar: veja aqui onde ocorrem as manifestações no Brasil. A fonte é o site do braço brasileiro do Fridays for Future.
Conheça, compartilhe e fale sobre a importância de cuidarmos do nosso planeta. Vamos juntos #PorUmMundoMaisBonito?

O QUE UMA MARCA DE BELEZA PODE FAZER PELO MUNDO?

 Uma marca de beleza pode criar produtos que tem a ética como ingrediente principal e uma rede de pessoas unidas em um só propósito: deixar o mundo mais bonito.
COMO DEIXAMOS O MUNDO MAIS BONITO https://www.natura.com.br/mundo-mais-bonito-com-voce

O QUE UMA MARCA DE BELEZA PODE FAZER PELA floresta atlantica? https://youtu.be/U5Ox5_x-lIE




Assista ao vídeo e descubra.
O mundo é mais bonito com a pricila.

compromisso com o clima https://www.natura.com.br/blog/sustentabilidade/compromisso-com-o-clima?iprom_id=omundoemaisbonito_nosso-jeito-fazer-produtos&iprom_name=destaque_icones&iprom_creative=mat_saiba-mais_compromisso-com-o-clima&iprom_pos=4


VISITE A NATURA

NATURA COMVIDA É A NOSSA EMPRESA DE PORTAS ABERTAS PARA VOCÊ

Para a Natura, o diálogo com o público é essencial para a evolução do negócio. Um desses canais é o Natura ComVida, nosso programa de visitas, que recebe cerca de 20 mil pessoas por ano. Por meio dele compartilhamos nossa história, nossa cultura, nossos valores e iniciativas.
Quem pode visitar a Natura: qualquer pessoa maior de 15 anos interessada em conhecer a empresa, Consultoras de Beleza, estudantes, pesquisadores, fornecedores, colaboradores, empresas, imprensa etc. É possível agendar a visita individualmente ou em grupo.
Importante: As visitas são gratuitas. Nossa visita é institucional e, por questões de higiene e segurança, não entramos nas fábricas e nos laboratórios. Também não realizamos visitas técnicas em áreas específicas. Para benchmarking, orientamos entrar em contato diretamente com a área de interesse.
© 2020 Natura. Todos os direitos reservados.
NATURA COSMÉTICOS S/A, com sede na Av. Alexandre Colares, 1188, Vila Jaguara, São Paulo/SP, CEP 05106-000, Fone 0800 11 55 66 detelefones fixos ou 0300 711 55 66 de celulares (custo da ligação local), inscrita no CNPJ sob o n° 71.673.990/0001-77, IM 15.679, IE142.484.958.110, sociedade que executa atividades comerciais em geral e se dedica à pesquisa e desenvolvimento de produtos. Atividades fabris realizadas por INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE COSMÉTICOS NATURA LTDA., com sede na Rodovia Anhanguera, s/n, KM 30,5, Prédio C, Polvilho, Cajamar/SP, CEP 07790-190, Fone (11) 4389-7317, inscrita no CNPJ sob o nº 00.190.373/0001-72, IE 241.022.419.113.
Todos os preços e condições deste site são válidos apenas para compras no site. Destacamos que os preços previstos no site prevalecem aos demais anunciados em outros meios de comunicação e sites de buscas. Em caso de divergência, o preço válido é o do carrinho de compras. Imagens meramente ilustrativas. Confira condições na sacola de compras.
Pague com segurança


NATURA SÃO PAULO (NASP)
É onde está localizado o maior e mais moderno Centro de Distribuição da Natura. É possível conhecer as tecnologias de separação dos pedidos das nossas Consultoras de Beleza e de nossos consumidores. Sugerimos essa visita a grupos com interesse em logística. Agenda: às quartas-feiras – às 9h30 ou às 13h30. Localização: Av. Alexandre Colares, 958-960 – Parque Anhanguera, São Paulo – SP.
NATURA CAJAMAR
É onde estão localizadas as três fábricas da Natura. É possível visualizar, por meio de uma parede de vidro, o processo de envase das maquiagens, perfumes, cremes, entre outros. Agenda: de segunda a sexta-feira – às 9h ou às 13h30.  Localização: Rodovia Anhanguera, Km 30,5 – Cajamar – SP. As visitas são gratuitas. Para agendar um horário, basta enviar um e-mail para visitas@natura.net.
a
Fundada em 1969, a Natura é uma multinacional brasileira de cosméticos e produtos de higiene e beleza. É líder no setor de venda direta no Brasil e registrou R$ 7 bilhões de receita líquida em 2013. Possui 30 linhas de produtos, sete mil colaboradores, 1,7 milhão de consultoras e operações na Argentina, Bolívia, Chile, México, Peru, Colômbia e França. A estrutura da Natura é composta por fábricas em Cajamar (SP) e Benevides (PA), oito centros de distribuição no Brasil, além de centros de Pesquisa e Tecnologia em São Paulo (SP), Manaus (AM) e Nova Iorque (EUA). Em dezembro de 2012, a empresa adquiriu de 65% da fabricante australiana de cosméticos Aesop, a qual atua em países da Oceania, Ásia, Europa e América do Norte.
A marca, líder em higiene pessoal, perfumaria e cosméticos no Brasil, acaba de receber a certificação B Corp e reforça um movimento global de empresas conectadas para a promoção de uma sociedade mais sustentável. Com isso, a companhia torna-se a primeira empresa B Corp de capital aberto da América Latina e a maior do mundo, em receita e número de colaboradores.
A Natura recentemente também apresentou sua nova Visão de Sustentabilidade, abordando as diretrizes que nortearão a sua atuação empresarial até 2050, com ambições e compromissos até 2020. Entre os princípios que orientaram o desenvolvimento desse novo modelo de atuação estão a economia circular; incentivo ao consumo consciente; responsabilidade pela cadeia de valor; geração de impacto social por meio de incentivo a educação e novos modelos de negócios sustentáveis.
“A sociedade atribuirá maior valor àquelas companhias que exercerem um papel de agente de transformação socioambiental. Queremos ampliar o potencial de nossa empresa na ação geradora de negócios aliados a mudança cultural e educacional”, afirmou João Paulo Ferreira, vice-presidente Comercial e de Sustentabilidade da Natura.
Nova Visão de Sustentabilidade Natura
A nova visão apresenta diretrizes de sustentabilidade para todos os negócios da companhiano longo prazo, para o ano de 2050, e ambições e compromissos concretos a serem cumpridos até 2020 pela marca Natura. Concentra iniciativas em três pilares: “Marcas e Produtos”, “Rede de Relações” e “Gestão e Organização”, com o objetivo de ir além de neutralizar os efeitos gerados pelo próprio negócio e promover o impacto positivo nos âmbitos econômico, ambiental, social e cultural.
No pilar “Marcas e Produtos”, as expressões das marcas devem estimular novos valores e comportamentos necessários à construção de um mundo mais sustentável, buscando a vanguarda e pioneirismo em inovação a partir de tecnologias sustentáveis. As linhas SOU e Ekos, ícones importantes da história da Natura, mostram como materializar nas submarcas os conceitos do consumo consciente e da valorização da sociobiodiversidade brasileira.
Em “Rede de Relações”, a empresa acredita na contribuição positiva para o desenvolvimento dos públicos com os quais se relaciona, fomentando ações de educação e empreendedorismo por meio de plataformas colaborativas, como o Movimento Natura, lançado neste ano, que tem como objetivo identificar causas socioambientais relevantes e conectá-las a voluntários que tenham interesse em dedicar seu tempo e suas habilidades.
Já em “Gestão e Organização”, a administração integrada dos aspectos financeiro, social, ambiental e cultural estará ainda mais incorporada à cultura organizacional e permeará todos os processos da empresa, estimulando a geração de práticas de vanguarda, fonte de inspiração e referência de comportamento empresarial. Por meio de seu comportamento, seus posicionamentos e suas propostas, a Natura quer dialogar com a sociedade e contribuir para o seu desenvolvimento, valorizando sua diversidade. Nossa certificação “B Corp” faz parte da escolha dos melhores parâmetros mundiais que nos ajudem a evoluir e desafiar nossa estratégia de sustentabilidade.

Para maiores informações sobre a Natura, acesse Ideia Sustentável e Natura.

CADEIA DE VALOR
Gerar impacto social e ambiental positivos é nosso objetivo, por isso cuidamos da origem da matéria-prima ao descarte de nossos produtos.

Impacto positivo: Natura cuida da matéria-prima ao descarte de produtos
Gerar impactos social e ambiental positivos é nosso objetivo ao zelar por toda a nossa cadeia de valor. Conciliar objetivos de negócios, ambientais, sociais e humanos, desde a extração de matérias-primas – que darão origem aos nossos cosméticos – até o descarte das embalagens após o uso pelo consumidor, é o que perseguimos no dia a dia na Natura.
O olhar ampliado para toda a nossa cadeia de valor (nome dado a todas essas etapas) nos permite atuar em diferentes frentes para gerar impacto positivo na sociedade e no mundo. Conheça-as:

1. CONCEPÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS

Priorizar ingredientes vegetais é nossa maneira de tocar nossa atividade de modo inovadora, com recursos renováveis. Em 2017, cerca de 84% das matérias-primas de nossas fórmulas já tinham essa origem.
A utilização de embalagens feitas com materiais renováveis e/ou reciclados pós-consumo é outra iniciativa dessa frente.
Para criar ações nessa área, fazemos parte de uma rede de inovação aberta e global, incluindo parcerias com organizações internacionais. Em 2017, R$ 172 milhões (2,2% da nossa receita líquida) foram investidos em inovação.

2. FORNECIMENTO DE MATÉRIA-PRIMA

Por meio do Programa Amazônia – criado em 2011 –, impulsionamos a geração de negócios sustentáveis na região. De 2010 a 2017, acumulamos mais de R$ 1,2 bilhão em volume de negócios na área.
Compramos matérias-primas para a produção de nossos produtos de 34 comunidades locais e incentivamos técnicas produtivas que já contribuíram para a conservação de 1,8 milhão de hectares de floresta em pé e, consequentemente, para a redução do desmatamento, um dos principais responsáveis pelas emissões de gases de efeito estufa no Brasil.

3. TRANSFORMAÇÃO E PRODUÇÃO

Somos uma empresa Carbono Neutro em toda a nossa cadeia de valor. O resultado só foi possível graças à mobilização de esforços a partir de 2007, quando foi criado o Programa Natura Carbono Neutro, focado na redução e na compensação de gases de efeito estufa.
Gerar impacto positivo em nossos colaboradores também é um objetivo dessa frente. Em 2017, tínhamos 30% dos cargos de liderança da empresa ocupados por mulheres. Do nosso quadro profissional, 6,1% eram pessoas com deficiência. Alcançar, até 2020, 50% de mulheres em postos de chefia e 8% de pessoas com deficiência são duas ambições.

4. VENDA POR RELAÇÕES

As Consultoras de Beleza Natura são a força motriz de nosso negócio e totalizam 1,7 milhão na América Latina (segundo dados do Relatório Anual de 2017). Melhorar a renda média e a qualidade de vida desse grupo fazem parte dessa iniciativa.
Por meio de um plano para o aumento da geração de riqueza para as Consultoras, conseguimos que elas ganhassem 17% a mais em 2017. No mesmo ano, também criamos o Benefício de Educação, que consiste em parcerias com instituições de ensino superior e de idiomas, entre outras, para oferecer descontos e permitir que as Consultoras de Beleza e familiares voltem a estudar.

5. EXPERIÊNCIA DE MARCA

Estimular o consumo consciente é uma das iniciativas contempladas aqui. Por isso, mostramos no e-commerce o impacto positivo que cada produto gera na sociedade e no planeta.
Ao comprar uma fragrância de Kaiak, por exemplo, o consumidor fica sabendo, entre outras coisas, que o produto é feito com álcool orgânico, carbono neutro e não é testado em animais.
O objetivo desse inventário de impacto positivo é engajar as pessoas que consomem nossos produtos em temas relevantes para o bem comum e defender valores e práticas saudáveis.
A experiência positiva com nossa marca fecha o círculo virtuoso – por meio do qual procuramos atuar –, e seu funcionamento eficiente nos leva de volta à Amazônia, para ampliarmos nosso relacionamento com as comunidades locais, gerando mais riqueza e preservando a floresta em pé.
VISÃO 2050
Somos guiados pelo compromisso de desenvolver produtos que expressem valores e práticas sustentáveis, por isso, reunimos, em um documento, metas a médio e a longo prazo.
CERTIFICAÇÕES
Mais do que um discurso bem-intencionado, a sustentabilidade está no dia a dia da nossa atividade
NOSSO JEITO DE FAZER
Mais do que um discurso bem-intencionado,
a sustentabilidade está no dia a dia da nossa atividade.

CONHEÇA NOSSAS CERTIFICAÇÕES

B CORP

Desde 2014, integramos uma rede global de empresas que associam crescimento econômico à promoção do bem-estar social e ambiental. A certificação B Corp reforça nosso compromisso com o desenvolvimento sustentável mundial.

B CORP: CERTIFICAÇÃO COMPROVA QUE NATURA ALIA CRESCIMENTO E PROMOÇÃO DO BEM-ESTAR SOCIAL E AMBIENTAL

A EMPRESA INTEGRA GRUPO GLOBAL QUE QUER ALIAR CRESCIMENTO ECONÔMICO COM PROMOÇÃO DE RIQUEZA PARA A SOCIEDADE

Publicado em 18 Abr 2019, 11:04
Compartilhe 
Compartilhe o post em suas redes
Selecione a rede social desejada
Desde 2014, temos o certificado B Corp, o que significa que integramos uma rede global de empresas que associam crescimento econômico à promoção do bem-estar social e ambiental. A certificação, que foi renovada em maio de 2017, é um dos símbolos do nosso compromisso com o desenvolvimento sustentável. As empresas B CORP buscam ser as melhores PARA o mundo e não DO mundo.
Leia também:
Programa Amazônia: entenda como a Natura apoia a economia da floresta viva
Com selo UEBT, Ekos torna visível seu respeito pela biodiversidade
Mulheres da Amazônia: como priprioca e patauá viraram empoderamento
Fomos a primeira empresa de capital aberto a fazer parte da rede. No grupo de mais de 2.800 companhias, somos a maior representante do setor cosmético. No Brasil, outras 150 empresas são B Corp (número que sobe para 472, na América Latina).
Com a certificação, nossa missão socioambiental passou a ser expressa no estatuto da empresa. O que significou garantir que o crescimento dos negócios refletisse a razão de ser da companha: a geração de impacto positivo.

Movimento B Corp

O movimento B Corp começou nos Estados Unidos, em 2006, liderado pelo B Lab, uma organização sem fins lucrativos que reúne empresas convictas de que, por meio de produtos, práticas e governança, é possível gerar desenvolvimento socioambiental e econômico.
Para receber o selo e fazer parte do movimento B Corp, é necessário passar por um processo rigoroso de certificação e atingir pontuação mínima de 80 pontos, de um total de 200 possíveis.

Renovação do certificado

A cada três anos, é preciso passar por uma nova avaliação para manter o certificado. O compromisso é mais uma maneira de reafirmamos nossas metas para um desenvolvimento sustentável, estabelecidas no documento Visão de Sustentabilidade 2050. Nele colocamos objetivos dentro dos três pilares que norteiam nossa atividade: Marcas e Produtos, Nossa Rede (todos os públicos com os quais nos relacionamos) e Gestão e Organização.
Em 2017, ao renovar a certificação, obtivemos 120 pontos, alta de 11% em relação a 2014, quando passamos a integrar a rede de empresas B Corp. Em média, as demais indústrias certificadas alcançaram 105 pontos. A renovação incluiu nossas operações internacionais – América Latina, Estados Unidos e França – e a marca australiana Aesop, adquirida em 2016. 
Ao integrar o grupo de B Corps, a Natura quer fortalecer um movimento global de empresas que põe seus negócios em benefício de um mundo melhor, em que a ambição legítima de crescer e gerar lucro deve se conciliar com a virtude de promover riqueza para a sociedade como um todo, trazendo impacto positivo nos âmbitos financeiro, social e ambiental”, afirmou o presidente da Natura, João Paulo Ferreira, na ocasião da recertificação.

Contabilidade ambiental

Desde 2014, realizamos uma série de esforços para seguirmos evoluindo na nossa estratégia de sustentabilidade e, ao mesmo tempo, elevarmos nossa pontuação como uma empresa B Corp. Fomos a primeira empresa da América Latina a contabilizar o impacto dos negócios no meio ambiente e na sociedade, por meio da metodologia internacional de contabilidade ambiental (conhecida em inglês como EP&L, Ganhos e Perdas Ambientais). 
Com base nessa análise, que se aprofunda em todas as etapas de vida dos produtos, somos capazes de contabilizar o uso e a poluição da água, a emissão de gases de efeito estufa e de poluentes no ar, por exemplo. Além de ser uma ferramenta pioneira para orientar nossas decisões estratégicas, o EP&L confirmou o impacto positivo de iniciativas adotadas ao longo de nossa trajetória, como o uso de ativos da biodiversidade amazônica nos produtos.
O resultado da recertificação também reflete outras iniciativas como o Índice de Desenvolvimento Humano das Consultoras e Consultores de Beleza Natura. Baseado no índice criado pela Organização das Nações Unidas (ONU), o IDH – CN crescimento na qualidade de vida de nossas consultoras, em aspectos como educação e saúde, entre 2014 e 2018. 

B Commerce

A renovação do certificado B Corp foi comemorada com o lançamento do B Commerce do Brasil na nossa loja on-line. Por meio dele, em toda a jornada de compra, o consumidor recebe informações sobre as causas que apoiamos e entende como suas compras podem gerar impacto positivo na sociedade e no planeta. A intenção é estimular um consumo mais inteligente e ativista. Afinal, o mundo é mais bonito quando você, consumidor, junta-se a nós.

PROGRAMA LEAPING BUNNY

A Natura acredita que produtos de beleza devem ser cruelty free, livres de crueldade animal. Nós temos orgulho de sermos aprovados no Programa Leaping Bunny - um programa global que apresenta padrões cruelty free que vão além de requisitos legais

NATURA CONQUISTA O SELO THE LEAPING BUNNY, DA CRUELTY FREE INTERNATIONAL

SEM TESTAR EM ANIMAIS DESDE 2006, CONQUISTAMOS A CERTIFICAÇÃO DADA PELA ORGANIZAÇÃO QUE É UMA DAS MAIS RESPEITADAS NO MUNDO

Publicado em 26 Set 2018, 18:09
Compartilhe 
Compartilhe o post em suas redes
Selecione a rede social desejada
Conquistamos, em setembro, o selo The Leaping Bunny, concedido pela Cruelty Free International, uma das organizações mais antigas e respeitadas na luta pelo fim dos testes em animais. Sem fazer testes dessa natureza desde 2006, ganhamos com a certificação o reconhecimento do nosso compromisso.
Leia também:
Estamos orgulhosos por sermos reconhecidos pelo trabalho feito durante todos esses anos e que nos levou a fomentar tantas pesquisas”, afirma Roseli Mello, nossa diretora de inovação.
No mundo, cerca de mil companhias têm o selo Leaping Bunny, da Cruelty Free International. No Brasil, a Natura foi a primeira a receber a certificação, em setembro de 2018.
“O Leaping Bunny foi criado com padrões rigorosos, que cobrem o produto final e também seus ingredientes. Não importa em que parte do mundo os testes aconteçam, pois trabalhamos com organizações parceiras ao redor do planeta. Para ser certificado, não adianta apenas a empresa dizer que não testa. Nós checamos todo o processo”, explica Monica Engebretson, gerente de campanhas da Cruelty Free para a América do Norte.

Alternativas aos testes com animais

O processo que hoje é reconhecido com o selo começou em 1998, quando anunciamos que faríamos uma eliminação gradual dos testes em animais. Em 2003, paramos de testar produtos acabados em animais. Em 2006, banimos os testes em todas as fases de desenvolvimento de nossos produtos.
Roseli Mello enfatiza que, ao percorrer esse caminho, criamos 67 metodologias alternativas aos testes em animais, trabalho feito em parceria com universidades e instituições de pesquisa.
Entre as tecnologias de ponta que usamos para atestar a segurança e a eficácia de nossos produtos estão técnicas de modelagem de computador avançadas (conhecidas como modelos “in silico”) e ensaios biológicos que avaliam o comportamento dos produtos aplicados em tecidos vivos, com o uso de pele e córnea 3D gerados em laboratório. 

Bioimpressora

Como parte desse esforço de inovar constantemente, instalamos uma bioimpressora 3D de tecidos no laboratório de nossas fábricas em Cajamar, no interior de São Paulo, no mesmo mês de recebimento do selo.
Bioimpressora 3D de tecidos, instalada no laboratório de Cajamar
“A impressora traz automação para o processo de produção de pele 3D”, explica Juliana Lago, uma de nossas cientistas. Antes do equipamento, para garantir o material para testes de produtos, tínhamos de fazer manualmente, em nosso laboratório, ou comprar de fornecedores (a pele 3D é feita a partir de sobras de pele de cirurgias plásticas), saídas que demandavam mais tempo.

O QUE DIZ A LEI

O debate em torno da crueldade de realizar testes de produtos em animais ganhou força nos anos 1970. Em 2013, a União Europeia proibiu os testes de cosméticos em animais e a comercialização de produtos testados dessa forma.
No Brasil, desde 2014, os estados de São Paulo e Mato Grosso têm leis que proíbem testes de cosméticos em animais.
Já em nível federal, a discussão continua. O Projeto de Lei da Câmara número 70 – que data de 2014 – ainda aguardava, em setembro de 2018, para ser analisado no Senado.

NATURA &CO

No grupo Natura &Co, a Natura é a segunda empresa a conquistar o selo The Leaping Bunny. A The Body Shop já é certificada e a Aesop está em processo.
Para Roseli Mello, o Leaping Bunny tem a ver com o que acreditamos na Natura.
O selo está totalmente de acordo com a nossa filosofia do bem-estar-bem, que é estar bem consigo mesmo, com as outras pessoas e com o meio ambiente.”

O PROGRAMA LEAPING BUNNY


A Natura acredita que produtos de beleza devem ser cruelty free, livres de crueldade animal.  Nós temos orgulho de sermos aprovados no Programa Leaping Bunny - um programa global que apresenta padrões cruelty free que vão além de requisitos legais.
Todos os nossos produtos são aprovados pelo Programa Leaping Bunny da Cruelty Free International, que é internacionalmente reconhecido como ‘padrão de ouro’ para produtos cruelty free. Nós aderimos a uma política com data de corte fixa e pró-ativamente monitoramos nossos fornecedores para garantir que nossos produtos continuem aderindo aos requisitos do programa Leaping Bunny. Nosso sistema de monitoramento também é independentemente auditado.
Para mais informações sobre Cruelty Free International, Leaping Bunny e seus critérios, visite www.crueltyfreeinternational.org.
.

UEBT

Desde 2018, esse selo, visível nas embalagens de Ekos, confirma três pilares que norteiam nossos negócios: comércio justo, conservação da biodiversidade brasileira e relacionamento de confiança com a comunidade.

NATURA CONQUISTA O SELO THE LEAPING BUNNY, DA CRUELTY FREE INTERNATIONAL

SEM TESTAR EM ANIMAIS DESDE 2006, CONQUISTAMOS A CERTIFICAÇÃO DADA PELA ORGANIZAÇÃO QUE É UMA DAS MAIS RESPEITADAS NO MUNDO

Publicado em 26 Set 2018, 18:09
Compartilhe 
Compartilhe o post em suas redes
Selecione a rede social desejada
Conquistamos, em setembro, o selo The Leaping Bunny, concedido pela Cruelty Free International, uma das organizações mais antigas e respeitadas na luta pelo fim dos testes em animais. Sem fazer testes dessa natureza desde 2006, ganhamos com a certificação o reconhecimento do nosso compromisso.
Leia também:
Fim dos testes em animais: Natura e The Body Shop juntas na causa
Sem testar em animais, como a Natura garante a segurança dos produtos? 
Dia de Sobrecarga da Terra: você sabe o que é isso?
Estamos orgulhosos por sermos reconhecidos pelo trabalho feito durante todos esses anos e que nos levou a fomentar tantas pesquisas”, afirma Roseli Mello, nossa diretora de inovação.
No mundo, cerca de mil companhias têm o selo Leaping Bunny, da Cruelty Free International. No Brasil, a Natura foi a primeira a receber a certificação, em setembro de 2018.
“O Leaping Bunny foi criado com padrões rigorosos, que cobrem o produto final e também seus ingredientes. Não importa em que parte do mundo os testes aconteçam, pois trabalhamos com organizações parceiras ao redor do planeta. Para ser certificado, não adianta apenas a empresa dizer que não testa. Nós checamos todo o processo”, explica Monica Engebretson, gerente de campanhas da Cruelty Free para a América do Norte.

Alternativas aos testes com animais

O processo que hoje é reconhecido com o selo começou em 1998, quando anunciamos que faríamos uma eliminação gradual dos testes em animais. Em 2003, paramos de testar produtos acabados em animais. Em 2006, banimos os testes em todas as fases de desenvolvimento de nossos produtos.
Roseli Mello enfatiza que, ao percorrer esse caminho, criamos 67 metodologias alternativas aos testes em animais, trabalho feito em parceria com universidades e instituições de pesquisa.
Entre as tecnologias de ponta que usamos para atestar a segurança e a eficácia de nossos produtos estão técnicas de modelagem de computador avançadas (conhecidas como modelos “in silico”) e ensaios biológicos que avaliam o comportamento dos produtos aplicados em tecidos vivos, com o uso de pele e córnea 3D gerados em laboratório. 

Bioimpressora

Como parte desse esforço de inovar constantemente, instalamos uma bioimpressora 3D de tecidos no laboratório de nossas fábricas em Cajamar, no interior de São Paulo, no mesmo mês de recebimento do selo.
Bioimpressora 3D de tecidos, instalada no laboratório de Cajamar
“A impressora traz automação para o processo de produção de pele 3D”, explica Juliana Lago, uma de nossas cientistas. Antes do equipamento, para garantir o material para testes de produtos, tínhamos de fazer manualmente, em nosso laboratório, ou comprar de fornecedores (a pele 3D é feita a partir de sobras de pele de cirurgias plásticas), saídas que demandavam mais tempo.

O QUE DIZ A LEI

O debate em torno da crueldade de realizar testes de produtos em animais ganhou força nos anos 1970. Em 2013, a União Europeia proibiu os testes de cosméticos em animais e a comercialização de produtos testados dessa forma.
No Brasil, desde 2014, os estados de São Paulo e Mato Grosso têm leis que proíbem testes de cosméticos em animais.
Já em nível federal, a discussão continua. O Projeto de Lei da Câmara número 70 – que data de 2014 – ainda aguardava, em setembro de 2018, para ser analisado no Senado.

NATURA &CO

No grupo Natura &Co, a Natura é a segunda empresa a conquistar o selo The Leaping Bunny. A The Body Shop já é certificada e a Aesop está em processo.
Para Roseli Mello, o Leaping Bunny tem a ver com o que acreditamos na Natura.
O selo está totalmente de acordo com a nossa filosofia do bem-estar-bem, que é estar bem consigo mesmo, com as outras pessoas e com o meio ambiente.”

O PROGRAMA LEAPING BUNNY

A Natura acredita que produtos de beleza devem ser cruelty free, livres de crueldade animal.  Nós temos orgulho de sermos aprovados no Programa Leaping Bunny - um programa global que apresenta padrões cruelty free que vão além de requisitos legais.
Todos os nossos produtos são aprovados pelo Programa Leaping Bunny da Cruelty Free International, que é internacionalmente reconhecido como ‘padrão de ouro’ para produtos cruelty free. Nós aderimos a uma política com data de corte fixa e pró-ativamente monitoramos nossos fornecedores para garantir que nossos produtos continuem aderindo aos requisitos do programa Leaping Bunny. Nosso sistema de monitoramento também é independentemente auditado.
Para mais informações sobre Cruelty Free International, Leaping Bunny e seus critérios, visite www.crueltyfreeinternational.org.