sábado, 4 de junho de 2016

“Ao Povo e ao Governo da República Popular da China”


NOTA:

NESTE MOMENTO ESTE LIVRO É CHAMADO NO CONTESTO, PARA MOSTRAR O QUE ACONTECEU NA CHINA, COM O GENERAIS QUE VENDIAM  PEDAÇOS DO TERRITÓRIO CHINÊS PARA O JAPÃO. ALGO SEMELHANTE OCORRE POR AQUI DESDE FHC E COM TEMER, NA VENDA DA VALE DO RIO DOCE, DO SISTEMA DE TELE COMUNICAÇÕES  E AGORA COM A PRETENDIDA VENDA DO PRÉ-SAL. AQUI OS GENERAIS NÃO VENDEM, MAS CONSENTEM  POR NÃO SEREM NEM PATRIOTAS E NEM NACIONALISTAS BRILHANTES, FAZEM OUVIDO DE MERCADOR. LÁ, NA CHINA, OS CRIMES CONTRA A PÁTRIA FORAM MAIS TARDE PENALIZADOS COM FUZILAMENTO. LÁ COMO NOS USA NÃO EXISTEM DIREITOS HUMANOS. LÁ EXISTEM DEVERES A SEREM CUMPRIDOS: INDIVIDUAIS, DOMÉSTICOS, PATRIÓTICOS E COM A HUMANIDADE. ATENTEM DESDA PAGINA 101, EM DIANTE – ESPELHO ATUAL DO BRASIL -




 
     









Ao Povo e ao Governo da República Popular da China”

O livro aborda a evolução da história da civilização chinesa, as influências externas, as explicações científicas do comportamento da inteligência fetichista chinesa, face à inteligência teológica dos ocidentais e outros temas. Os resultados esperados com a compreensão do modo de sentir, de pensar e de agir do povo chinês,que favorecerá a velocidade e a realização dos interesses envolvidos nos intercâmbios comerciais, sociais, culturais, científicos e tecnológicos, minimizando os possíveis desentendimentos que venham a ocorrer involuntariamente entre os brasileiros e de outras civilizações estrangeiras, com a civilização chinesa.
Tendo como objetivo educar e instruir os brasileiros e outros povos envolvidos em intercâmbio comercial, social, cultural, científico e tecnológico com a China, sobre o modo de sentir, pensar e agir dos chineses, de modo a minimizar os possíveis atritos causados involuntariamente no contato entre os outros povos e os chineses, inclusive o nosso.
O livro apresenta uma sugestão de alternativa do regime comunista chinês, com bolsões de capitalismo globalizado, para o regime republicano Societocrático-Trabalhista/Capitalista Policiado, de fundamento positivista.
O livro propõe a criação de um grupo de trabalho com a participação do autor-proponente na Academia de Ciências Sociais da China através da Embaixada da China em Brasília, para estudarem as propostas do filósofo Augusto Comte, para uma saída nobre, não só para o povo Chinês, como para outras Nações, objetivando uma espécie de 4a Via.
Face ao crescimento no intercâmbio comercial, social, cultural, científico e tecnológico brasileiro, com a China e ao pouco conhecimento que a maioria dos brasileiros tem a respeito da civilização chinesa, recomenda uma apresentação geral de como sentem, pensam e agem os chineses.
 Não é um pequeno “manual prático”, mas uma apresentação geral da civilização chinesa.
A formação intelectual brasileira sendo de cunho teológico terá dificuldades em relacionar-se com os chineses, se não for preparada para entender o comportamento desse povo, no seu modo fetichico de sentir, pensar e agir.
Esse intercâmbio só tende a crescer, pois, além da dimensão geopolítica e geo-econômica que a China alcança no cenário mundial, todos os olhos do mundo estarão voltados para as Olimpíadas de 2008.
A proposta de sugestão de mudança do regime chinês para republicano societocrático-trabalhista/capitalista é estratégica, porque essa Nação ocupa o topo da formação moral de cunho fetichico, favorecendo, assim, a evolução mais rápida para um estado científico, pacífico e humanista de regime, sem passar pelos estados teológico e metafísico.
Para melhor conhecer o conteúdo do livro vide  seu índice  
O Presidente da República francesa, Jean Jacques Chirac, agradeceu o recebimento eletrônico do livro - clique aqui



Nenhum comentário:

Postar um comentário